Correias estriadas Elast

Produtos

Correias estriadas Elast

Automotive Aftermarket

Home > Produtos > Correias > Correias estriadas Elast

Correias estriadas Elast

Estrutura e funcionamento

Uma correia estriada Elast é essencialmente constituída por:

A + C) Borracha sintética, parcialmente reforçada com fibras 
B)  Corda de tração de poliéster elástica

Estrutura e funcionamento

Ao contrário das correias estriadas normais, as correias Elast possuem uma corda de tração elástica. A correia é montada sob esforço e mantém intrinsecamente a sua tensão. Não é utilizada a polia tensora no acionamento por correia.

Indicações

Intervalo de substituição:

As correias estriadas elásticas estão sujeitas a envelhecimento e desgaste. Por essa razão, têm de ser controladas e substituídas a intervalos regulares. Os intervalos de controlo e de substituição são sempre estabelecidos pelo fabricante do veículo e devem ser respeitados.

Em caso de dúvida, a Continental recomenda substituir as correias a cada 120.000 km.

Armazenagem:

  • Armazenar em local fresco e seco, sem pó (idealmente a 15-25 °C)
  • Evitar a exposição à luz solar direta
  • Evitar o contacto com qualquer tipo de líquido (óleo, água, etc.)
  • Período de armazenagem máximo: 5 anos a partir da data de fabrico

Conselhos:

  • As correias estriadas elásticas nunca podem ser substituídas por correias estriadas normais
  • Para muitos acionamentos, a Continental disponibiliza igualmente práticos conjuntos formados pela correia estriada Elast + ferramenta
  • As correias estriadas elásticas podem ser reutilizadas, caso não sejam danificadas durante a desmontagem
  • Só podem ser utilizadas em veículos que venham equipados de fábrica com correias elásticas
  • A montagem tem de ser feita exclusivamente com a ferramenta especial da Continental
  • Determinar o desgaste das correias com o Conti Belt Wear Tester (BWT)